Classificação morfossintática

Balzaquiana é um Adjetivo, feminino singular de balzaquiano;

Diz-se da mulher de aproximadamente 30 anos. O termo refere-se à obra do escritor francês Honoré de Balzac, que escreveu "A mulher de 30 anos". Antes um pouco pejorativo, na época em que a mulher de 30 anos já era considerada "coroa", hoje um rasgado elogio àquelas, que, aos 30, estão na flor da idade, atraentes não só por sua beleza, mas também por se encontrarem na plenitude de sua feminilidade, das conquistas profissionais, amorosas, familiares, financeiras, sociais, etc! Enfim, o apogeu de si própria, o supra-sumo da feminilidade, o equinócio hormonal entre beleza, vivência e independência.
E diz-se por aí, que a brasileira de 30, substitui fácil, fácil duas de 15... pelo menos é o que diz a maioria...

Há quem empregue a palavra balzaquiana de forma pejorativa e até negativa. Mas, na realidade, é com 30 anos que as mulheres chegam ao seu ápice: mais maduras, realistas e vividas, elas esbanjam sensualidade e realização.
  


Em seu livro, Balzac faz uma apologia às mulheres de mais idade que, emocionalmente amadurecidas, podem viver o amor com maior plenitude - em completa oposição a tradicional figura da moça romântica que nos livros tinham no máximo 20 anos. Sua personagem principal, Júlia d`Àiglemont, é o grande retrato da mulher mal casada, que após anos de infelicidade, ao chegar aos 30 consegue encontrar o amor nos braços de Carlos Vandenesse.

A expressão foi cunhada após a publicação de um livro do francês Honoré de Balzac. Em As Mulheres de 30 Anos, o escritor realiza uma análise do destino das jovens na primeira metade do século XIX, em particular dentro do casamento. E faz uma apologia às mulheres de mais idade, que, amadurecidas, podem viver o amor com maior plenitude. É o que acontece à heroína da narrativa, Júlia. Ela se casa com um oficial do exército, mas depois descobre que a relação está longe de ser o que imaginava. Vê-se, então, presa a um matrimônio infeliz. Quando se torna uma trintona, porém, a moça consegue encontrar o amor nos braços de Carlos Vandenesse

A expressão balzaquiana foi cunhada após a publicação de um livro do francês Honoré de Balzac.
  

Denominação dada a mulher de 30 anos; surgiu após a publicação do romance do escritor francês Honoré de Balzac (1799/1850) "A mulher de trinta anos".

Minha vizinha é a balzaquiana mais linda do bairro.
  


É um termo aplicado em mulheres na faixa de 30 anos, surgiu após a publicação do livro do francês Hanoré de Balzac.

Bené é uma balzaquiana muito linda, que continue assim por muitos anos.
  

Outras informações sobre Balzaquiana:

Palavras com 11 Letras
A Palavra Balzaquiana possui 11 Letras
A Palavra Balzaquiana possui 6 vogais - a a uia a
A Palavra Balzaquiana possui 5 consoantes - b lz q n
A Palavra Balzaquiana ao contrário: Anaiuqazlab

1 página - 4 Definições