Significado de Cordel:

S.m.(o)
1. Diminutivo irregular de corda.
2. Corda fina e frágil.
3.Romanceiro popular do Nordeste, de origem portuguesa.* Literatura de cordel.Cancioneiro popular nordestino impresso em folhetos e expostos à venda em feiras de rua, dependuradas em cordel.


Exemplo do uso da palavra Cordel:

1- Os panos-de-prato ficavam expostos no cordel.
2- O cordel rompeu com o peso do charque.
3- Os cordeis estavam com muito humor.

CORDEL DA MENINA DAS BORBOLETAS

Vamos contar uma história
De uma menina bonita
Que se chama Luciane
E planta margarida
Ela chegou no jardim
E plantou uma flor linda

Uma senhora vinha da feira
Por cima da planta passou o carrinho
Mas que senhora distraída!
A menina a replantou com carinho
Ela cuidou da margarida
Para o jardim ficar mais bonitinho

Passou um senhor muito apressado
Tão cansado como mal humorado
Nem se quer viu
O que estava plantado
Pisou por cima
Sem nenhum cuidado!

Sem desistir, plantou novamente
Mas veio um menino de bicicleta
Também não viu a pobre margarida
Tão bonita quanto quieta
Agora estava esmagada
Entristecia qualquer poeta

Luciane ficou brava
Com aquela situação
A margarida replantou
Com alguma animação
Resolveu fazer uma cerca
Como uma proteção

Só que aí veio um cachorro
Sem vergonha e sem respeito
Fez xixi na planta
- Sai prá lá, sujeito!
Luciane ficou tão nervosa
Que sentiu uma dor no peito

Luciane replantou sua margarida
Ficou cuidando dela dia a dia
Ficava com ela até na chuva
A margarida floresceu de tanta alegria
Com o carinho de Luciane e suas borboletas
Agora as margaridas fazem parte da família

Essa história nos ensinou
Muitas coisas interessantes
Nunca abandone os amigos
Porque eles são muito importantes
Como a borboleta, o pássaro e a menina
Que formam um grupo emocionante

Autores: alunos do 1º ano do 2º ciclo "A"


SÁBIO CORDEL

Vamos contar uma história
De uma biblioteca antiga
Que hoje se transformou
Em uma biblioteca Interativa
Onde poderemos emprestar livros
O que nos causa muita expectativa

Valeu a pena esperar
A reforma acontecer
Os oito meses de trabalho
Vão agora aparecer
Essa nova biblioteca
O público quer muito conhecer

Ir a uma biblioteca
Todo mundo adora
Imagine se ela for
Do Visconde de Sabugosa!
Aí mesmo é que não dá
Para de lá ir embora

Se você quiser pesquisar
Até Internet vai ter
Mas se quiser sonhar
Muitos livros poderá ler
Com a nova Biblioteca
Você poderá crescer

E agora para terminar
Um convite vamos fazer
Vamos todos à biblioteca
Para podermos conhecer
A todos agradecemos
O carinho que acabam de ter.

Autores: Adriana, Angelo, Beatriz, Bruno, Camila, Caroline, Eduardo, Érika, Fernanda Del, Fernanda Ramos, Giovanne, Helen, Igor, Jennifer, Letícia, Lucas, Marina, Maurílio, Natália, Nicolas, Paloma, Renato, Rodrigo, Rubia, Sara e Victor.

Alunos do 1º ano do 2º ciclo A da EMEB Geraldo Hypólito.