O dicionário de português gratuito para internet, onde as palavras são definidas pelos usuários. Uma iniciativa de documentar on-line a evolução do português. Não deixe as palavras passarem em branco, participe definindo o seu português!

O Dicionário inFormal é do caralho! Ali não existem definições certas ou erradas, mas definições da vida real para o português.

Termo utilizado nos meados dos anos sessenta no interior da Paraíba como acepção de bronco, estúpido, obtuso, jeca, arigó.

Era comum nos dias de feira os broconhós ficarem embasbacados com as trapaças dos adivinhos e leitores de mãos.


Pessoa que fala demais, fala sem pensar, não ouve o que fala, falastrão, pessoa boba, de QI baixo, de pouca instrução.

O Presidente, quando diz que pretende instituir diárias para os ministros para "acabar com a sacanagem", se mostra um boquirroto.

Adjetivo
Regionalismo: Brasil. Uso: informal.
- Sujo e fétido (como um bode)
- Também usado no sentido da pessoa que se acha, pessoa exibida, arrogante, metida, prepotente.
- Algo complicado, complexo, difícil de manusear.

Aquele aparelho celular que acabaram de lançar é muito bodoso, pois tem uma infinidade de funções.


Se dar mal em alguma situação.
Ser pego em flagrante.

A casa caiu pro ladrão quando a polícia chegou e o pegou roubando produtos do mercado.

1 - Expressão para indicar que não se acredita em algo, que se considera algo absurdo.
2 - Usado como referência a salários baixos, por extensão.

1 - Você quer que eu acredite que vai acordar cedo num domingo?? Ora, faz-me rir...

1 - Político honesto? Faz-me rir...

2 - Amanhã é dia do faz-me rir...


Uma gíria jovem que significa dificuldade ou algo extraordinário, dependendo do contexto.

Esse professor aplicou uma prova perrel hoje.
Aquele menino é perrel de mais.

Ficar com medo, fugir.

Na hora da briga o moleque afinou e saiu correndo de medo.


Dicionário inFormal - Dicionário online de Português