Androsterona

Por (RS) em

Significado de Androsterona:

A androsterona (ADT) é um hormônio esteróide com fraca atividade androgênica.

Ele é produzido no fígado a partir do metabolismo da testosterona.

Foi isolado pela primeira vez em 1931, por Adolf Friedrich Johann Butenandt e Kurt Tscherning.

Eles destilaram cerca de 17000 litros de urina masculina, da qual eles encontraram 50 mg de androsterona cristalina, o que foi suficiente para eles concluírem que a sua fórmula química era muito similar à da estrona.


Exemplo do uso da palavra Androsterona:

Os esteróides formam um grande grupo de compostos solúveis em gordura (lipossolúveis), que têm uma estrutura básica de 17 átomos de carbono dispostos em quatro anéis ligados entre si.

Os esteróides são amplamente distribuídos nos organismos vivos e incluem os hormônios sexuais, a vitamina D e os esteróis, tais como o colesterol e a digitalina, presentes na dedaleira.

Terapeuticamente, os corticosteróides são utilizados como imunossupressores no tratamento de doenças auto-imunes e na cirurgia de transplantes. A ingestão de doses altas durante longos períodos pode produzir efeitos colaterais sérios que vão da imunodeficiência à perda de cálcio nos ossos.

Os esteróides anabólicos são derivados do hormônio masculino testosterona. Eles provocam a deposição de proteína nos tecidos e eram outrora utilizados para auxiliar na convalescência. São algumas vezes ingeridos pelos atletas e levantadores de peso em razão de suas propriedades de fortalecimento e crescimento muscular, mas podem causar sérios danos ao fígado.

Grandes quantidades podem levar a surtos de comportamento agressivo, ou mesmo à morte. Os esteróides constituem os ingredientes ativos da maioria das pílulas anticoncepcionais ministradas oralmente.

São lipídios de cadeia complexa. Derivam da molécula de colesterol (são muito semelhantes a ela). Além de componentes das membranas animais, funcionam como hormônios importantes no metabolismo animal.

Colesterol faz parte da estrutura das membranas celulares, é também um reagente de partida para a biossíntese de vários hormônios (cortisol, aldosterona, testosterona, progesterona,...), dos sais biliares e da vitamina D.

O colesterol é o ponto de partida para a fabricação dos hormônios sexuais masculinos e femininos. Seu uso é condenável.

Os esteróides são usados em hospitais em pessoas que precisam de massa muscular.