Potável

Por (RJ) em

Significado de Potável:

Água própria para se beber, cozinhar, fazer o chá, isso nos
lugares onde é difícil conseguir o líquido precioso. Na roça,
não havendo nascentes, colhe-se pelo declive de telhados
convergentes, as águas de chuvas. Os poços nem sempre
dão boa água, e a escassez leva a economizar-se. O pote
ou talha em geral não tem torneira; usa-se uma caçarola ou
uma lata com cabo para tirar do pequeno reservatório a que
for necessária no momento. Esse tipo de racionamento era
comum nos subúrbios do Rio de Janeiro antes da reforma na
adutora do Guandu; as ruas tinham encanamentos adequados
mas a água não chegava. Hoje, há abundância, e muita água
potável é desperdiçada em banhos prolongados e descargas
demoradas. Atualmente, até as favelas no alto dos morros têm
bom aprovisionamento do indispensável líquido. Não existe
mais a carregadora mencionada pela cantora Marlene no velho samba "Lata d'água na cabeça, lá vai Maria, lá vai Maria
sobe o morro e não se cansa, pela mão leva a criança,,,"
samba


Exemplo do uso da palavra Potável:

Há cem anos, o Tietê era um rio transparente, e no tempo de
Borba Gato, corrria nele água potável!

Pela definição clássica, água potável é incolor, insípida e inodora, ou seja, sem cor, sem gosto e sem cheiro.

Quando Estácio de Sá fundou a Cidade, lutando contra os franceses e os tamoios, o rio Carioca garantia água potável
praquela gente toda, mas´[quem diria?] três séculos depois
virou merdódromo, com seu pretume e fedentina.